Blogue acerca da terra, das pessoas, dos costumes e da História de PADORNELO, freguesia do concelho de Paredes de Coura, distrito de Viana do Castelo, publicado por JOFRE DE LIMA MONTEIRO ALVES.

.Capela das Angústias

.Capela do Amparo

.Correio Electrónico

Contacto via jofrealves@sapo.pt

.Os Meus Blogues

.Janeiro 2018

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
11
12
13
14
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.Artigos Recentes

. PADORNELO NAS JANEIRAS DE...

. PADORNELO NAS JANEIRAS DE...

. PADORNELO NAS JANEIRAS DE...

. PADORNELO NAS JANEIRAS DE...

. PADORNELO NAS JANEIRAS DE...

. PADORNELO NAS JANEIRAS DE...

. PADORNELO NAS JANEIRAS DE...

. FALECEU O ANTÓNIO LIMA

. FALECEU O ALBERTO RODRIGU...

. FALECEU O SR. FERNANDO PE...

.Arquivos

. Janeiro 2018

. Dezembro 2017

. Novembro 2017

. Outubro 2017

. Setembro 2017

. Agosto 2017

. Julho 2017

. Junho 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

. Setembro 2005

. Agosto 2005

. Julho 2005

. Junho 2005

. Maio 2005

. Abril 2005

. Março 2005

.Temas

. todas as tags

.LIGAÇÕES


.subscrever feeds

blogs SAPO
Domingo, 16 de Abril de 2006

Padornelo, na Vida e Obra do Abade Casimiro Rodrigues de Sá - VII

fogoartificio09[1].giffogoartificio05[1].gif 

18 de Janeiro de 1917 – Alberto Rodrigues de Sá, irmão do abade Casimiro Rodrigues de Sá, foi eleito vogal substituto da Comissão Executiva da Câmara Municipal de Paredes de Coura.

 

7 de Abril de 1917 – Abade Casimiro Rodrigues de Sá, deputado da Nação em Lisboa, chegou  Padornelo para passar as férias da Páscoa.

 

Outubro de 1917 – Apresentação oficial do programa político do Partido Centrista Republicano, contando-se entre os seus fundadores o dr. Egas Moniz, general José Simas Machado, tenente-coronel João Tamagnini Barbosa, capitão-de-mar-e-guerra Alexandre de Vasconcelos e Sá e o padre Casimiro Rodrigues de Sá, abade de Padornelo.

 

4 de Novembro de 1917 – Eleição da nova Câmara Municipal de Paredes de Coura para tomar posse em Janeiro de 1918, composta pelos seguintes elementos: dr. José Maria Nogueira, abade Casimiro Rodrigues de Sá, padre Artur José Rodrigues Durães, abade António Luís da Cunha Coutinho, José Joaquim da Silva, Amaro de Castro Sousa Menezes Abreu e Antas, António José da Cunha Ribas, Gaspar Manuel de Barros, António José Fernandes, José de Oliveira Ribeiro, António Pereira da Cunha e Domingos José Rodrigues da Silva.

 

13 de Dezembro de 1917 – Padre Casimiro Rodrigues de Sá, abade de Padornelo, foi nomeado Governador Civil do Distrito de Viana do Castelo, por decreto.

 

13 de Dezembro de 1917 – António Plácido Rodrigues, natural de Padornelo, morador em Parada, foi nomeado administrador do concelho de Paredes de Coura, por alvará do Governador Civil do Distrito de Viana do Castelo tenente-coronel Abel Marinho Falcão; era pai do abade Casimiro Rodrigues de Sá.

 

17 de Dezembro de 1917 – Padre Casimiro Rodrigues de Sá, abade de Padornelo, tomou posse como Governador Civil do Distrito de Viana do Castelo, perante o governador civil cessante tenente-coronel Abel Marinho Falcão, e na presença de seu pai António Plácido Rodrigues, administrador do concelho de Paredes de Coura, Dulcídio Hipólito da Cunha Ribas, comerciante, Manuel Cândido Gonçalves Pereira, comerciante, Arnaldo Correia do Amaral, secretário de Finanças, José Narciso Monteiro, proprietário, todos de Paredes de Coura, e do dr. Manuel de Portugal Marreca, antigo médico em Paredes de Coura.

 

2 de Janeiro de 1918 – Tomada de posse do Senado da Câmara Municipal de Paredes de Coura, com a seguinte composição; presidente abade António Luís da Cunha Coutinho; vice-presidente Amaro de Castro Sousa Menezes Abreu e Antas; secretário António José da Cunha Ribas; 2.º secretário José de Oliveira Ribeiro; vogais Dr. José Maria Nogueira, José Joaquim da Silva, Gaspar Manuel de Barros, António Pereira da Cunha, Domingos José Rodrigues da Silva, abade Casimiro Rodrigues de Sá, padre Artur José Rodrigues Durães, António José Fernandes e António Pereira Varajão.

 

2 de Janeiro de 1918 – Padre Casimiro Rodrigues de Sá, abade de Padornelo, vereador eleito da Câmara Municipal de Paredes de Coura, pediu a suspensão temporária do mandato por desempenhar as funções de Governador Civil do Distrito de Viana do Castelo.

 

18 de Janeiro de 1918 – Alberto Rodrigues de Sá, irmão do abade Casimiro Rodrigues de Sá, foi eleito vogal substituto da Comissão Executiva da Câmara Municipal de Paredes de Coura.

 

9 de Fevereiro de 1918 Padre Casimiro Rodrigues de Sá, abade de Padornelo, foi exonerado a seu pedido das funções de Governador Civil do Distrito de Viana do Castelo, por decreto.

 

14 de Fevereiro de 1918 António Plácido Rodrigues, natural de Padornelo, morador em Parada, pediu a demissão do lugar de administrador do concelho de Paredes de Coura; era pai do abade Casimiro Rodrigues de Sá.

 

21 de Fevereiro de 1918 António Plácido Rodrigues, natural de Padornelo, morador em Parada, foi exonerado a seu pedido do lugar de administrador do concelho de Paredes de Coura, por alvará do Governo Civil do Distrito de Viana do Castelo; era pai do abade Casimiro Rodrigues de Sá.

 

Abril de 1918 – Alexandre Rodrigues de Sá faleceu vítima dum ataque provocado por um submarino alemão em pleno oceano Atlântico; era irmão do abade Casimiro Rodrigues de Sá.

 

Setembro de 1918 – Padre Casimiro Rodrigues de Sá partiu para França como capelão militar voluntário do Corpo Expedicionário Português, que combatia no conflito da Grande Guerra.

 

15 de Setembro de 1918 – Dr. António Cândido Nogueira, de Padornelo, escreve ao «prezado amigo» padre Casimiro Rodrigues de Sá, abade de Padornelo que se encontrava em França como capelão militar voluntário junto do Corpo Expedicionário Português, onde agradece as informações enviadas pelo reverendo de «que os alemães têm levado para tabaco», e lhe informa que o País está mal e lamenta que os políticos, «esta gente não toma juízo e que não pense a sério na gravidade do momento», e que «na freguesia de Padornelo não há novidade de maior» e «por cá tem chovido muito».

 

25 de Dezembro de 1918 – Dr. António Cândido Nogueira, de Padornelo, escreve ao «prezado amigo» padre Casimiro Rodrigues de Sá, abade de Padornelo que se encontrava em França como capelão militar voluntário junto do Corpo Expedicionário Português, onde lamenta a perspectiva duma «Guerra Civil que eles [políticos] preparam, se Deus não tem piedade de nós […] Que desgraçados nós somos! […] perante os estrangeiros que hão-de olhar para os portugueses com desprezo e apontam-nos como selvagens», e lhe envia cumprimentos do seu amigo José Narciso Monteiro.

 

29 de Março de 1919 – Dr. António Cândido Nogueira, de Padornelo, escreve ao padre Casimiro Rodrigues de Sá, abade de Padornelo que se encontrava em França como capelão militar voluntário junto do Corpo Expedicionário Português, onde lhe fala da «aventura monárquica» que foi a Restauração da Monarquia do Norte, relatando que «apenas os Ribas deram uns tiros de penedo, lá para a Cotaleira», para festejar a restauração, e acrescenta «que neste País não torna a haver sossego, nem com republicanos, nem com monárquicos ... Que maldição cairia sobre nós?! […] porque neste País não se pode viver!».

 

Julho de 1919 – Padre Casimiro Rodrigues de Sá, abade de Padornelo, regressou de França, onde esteve como capelão militar voluntário do Corpo Expedicionário Português.

 

publicado por Jofre de Lima Monteiro Alves às 19:57
Regressar ao Topo | Comentar | Adicionar aos favoritos